Untitled Document
Ir para a HOME...
Untitled Document


Aconteceu

19/6/2013
FEIMAFE registra balanço positivo



A indústria, com ânimo para investimentos de retomada, foi protagonista da FEIMAFE 2013 – 14ª Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura, que terminou sábado no Anhembi. Dentre as empresas que já divulgaram o balanço da participação na Feira, até sexta-feira, 7, penúltimo dia de evento, o total de negócios consolidados ultrapassou os R$ 28 milhões. Nos 85 mil m² do Anhembi, os visitantes puderam conhecer lançamentos e inovações da indústria de bens de capital de 1.466 marcas expositoras. Dentre as participantes, 37 foram empresas que estiveram pela primeira vez na FEIMAFE. De acordo com Liliane Bortoluci, diretora da feira, foi destaque desta edição a participação internacional. “Recebemos 776 marcas nacionais e 690 internacionais, oriundas de países como Alemanha, Estados Unidos, Inglaterra, Itália, entre outros. Isso demonstra a solidez da economia brasileira, e como o mercado internacional está interessado em negociar com o público brasileiro”, explica. “Foi a melhor edição de todos os tempos” - acredita Alfredo Ferrari, Presidente da Comissão da organização da feira pela Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos) e diretor da Ergomat - a cada edição notamos um crescimento qualitativo de expositores, visitantes e de negócios”. Essa recuperação da indústria de base também ganha reforço do BNDES. A evolução dos financiamentos do banco federal para o setor de máquinas-ferramenta foi de 50% em relação ao mesmo período do ano passado. A perspectiva é que até o fim do ano os investimentos cheguem a R$ 100 bilhões, 30% a mais que 2012. “Não existe nenhuma economia industrial moderna que possa prescindir da consistência deste setor”, afirmou o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, na abertura da FEIMAFE. Os números parciais da FEIMAFE confirmam também dados de crescimento divulgados pelo IBGE em junho. Segundo o instituto, o crescimento acumulado da indústria de bens de capital em 2013 chegou a 13,4% de janeiro a abril, dado observado na prática quando expositores se impressionaram com o interesse de visitantes na aquisição de máquinas. ABFA A ABFA - Associação Brasileira da Indústria de Ferramentas e Abrasivos, apoiada pelo Sinaesp e pelo Sinafer -Sindicato da Indústria de Srtefatos de Ferro, Metais e Ferramentas em Geral no Estado de São Paulo, participou ativamente do evento, com um estande institucional. Por lá passaram associados, representantes de empresas e de outras entidades de classe presentes ao evento. Na opinião do presidente do Sinaesp, Reinaldo Monteiro, a Feira é uma excelente oportunidade para a divulgação e lançamento de novos produtos, bem como, a abertura de novos canais de distribuição e o fortalecimento dos existentes. "Desfilam pela feira muitos estudantes, especialmente das Escolas SENAI e outras de tecnologia, com foco nos produtos e tecnologia e certamente, serão elementos que conduzirão os negócios no futuro". O presidente afirmou ainda que estar participando e dividindo o mesmo espaço com outros segmentos é estar presente e demonstrar que o setor de abrasivos acompanha o desenvolvimento tecnológico; "afinal, os equipamentos colocados no mercado pelas industrias de máquinas necessitam de abrasivos, à altura e com performance adequada para atender aos padrões tecnológicos". Preocupado com a movimentação do setor, o presidente do Sinafer, Milton Pessôa Rezende, destacou os números negativos registrados pelo mercado de ferramentas no primeiro trimestre. Ele diz que é hora de sensibilizar as autoridades de que é preciso fazer alguma coisa muito mais consistente para se obter outra vez uma reindustrialização do país, pois quanto menos coisas o país fabrica, menos ferramentas são utilizadas.
Untitled Document
© 2010 - SINAESP - Sindicato da Indústria de Abrasivos dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Paraná,
Santa Catarina e Pernambuco. Avenida Paulista, 1313 - 8º andar - Conj. 807 - Tel: 11 3283.2622 - CEP: 01311-200 São Paulo - SP