Untitled Document
Ir para a HOME...
Untitled Document


Aconteceu

11/1/2011
VITÓRIA STONE FAIR 2011 AQUECE ECONOMIA BRASILEIRA E MUNDIAL



Cerca de 400 expositores nacionais e internacionais estarão presentes na maior feira de rochas ornamentais da América Latina, em fevereiro de 2011 Texto: por C2 Comunicação Considerada a maior feira de rochas ornamentais da América Latina e uma das mais importantes do mundo pela sua diversidade, a Vitória Stone Fair 2011 irá demonstrar a força do setor brasileiro e o aquecimento nos negócios no exterior, com a presença de grandes empresas nacionais e internacionais, que apresentarão as novidades e a diversidade cultural das pedras ornamentais, da alta tecnologia em equipamentos e de novos insumos. Com os espaços 100% comercializados desde novembro, a feira, que será realizada entre os dias 15 e 18 de fevereiro de 2011, no Parque de Exposições de Carapina, na Serra, contará com a participação de cerca de 400 expositores, dos quais mais de 80 são internacionais de países como Itália, Egito, Espanha, Portugal, Índia, Argentina, Grécia, China, Turquia e República Dominicana. Promovida pelo Sindicato da Indústria de Rochas, Cal e Calcário do Espírito Santo (Sindirochas), pelo Centro Tecnológico do Mármore e do Granito (Cetemag) e pela Milanez & Milaneze, a Vitória Stone Fair ocupará uma área de 32 mil metros quadrados, com uma previsão de visitante acima de 20 mil pessoas de 65 países e de estados brasileiros. “A rápida comercialização da Vitória Stone Fair, em sua 31ª edição, demonstra a importância do evento na realização de novos negócios entre as empresas do segmento nacional e internacional. A feira é um instrumento indutor do desenvolvimento econômico nacional e capixaba, beneficiando todos os elos da cadeia produtiva”, ressaltou a diretora da Milanez & Milaneze, Cecília Milanez. Pedras e equipamentos de destaque Com o mercado brasileiro fortalecido e com a previsão de crescimento – por conta dos investimentos para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016 –, a feira, que é conhecida mundialmente pela fartura na exposição de pedras ornamentais, exibirá a rica diversidade de granitos clássicos e exóticos brasileiros e estrangeiros, mármores, ardósias e quartzitos. Entre as variedades dos mármores nacionais, os destaques ficarão com as empresas de Cachoeiro de Itapemirim, cidade do Sul do Espírito Santo conhecida internacionalmente como a capital do mármore e que pertence a uma vasta reserva de 40 quilômetros de extensão de diversos materiais existente no Estado. A região hoje é responsável por 90% da produção nacional de mármores, sendo o principal exportador. Já os destaques internacionais ficarão com a forte presença de empresas da Turquia, Espanha, Portugal e Itália, participam da Vitória Stone Fair. A Aegean Exporters Association, da Turquia, aposta na demanda no mercado brasileiro por mármores, e estará presente em um estande coletivo com 16 representantes. Já as empresas portuguesas participarão com o apoio da Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores (Assimagra) e irão apresentar os mármores extraídos das pedreiras de Estremoz, Borba e Vila Viçosa, que seguem em quantidade para países do Médio Oriente, Estados Unidos, Alemanha e até Polônia, para revestir edifícios luxuosos. Dentre os mais famosos estão os mármores das pedreiras alentejanas, considerado o melhor do mundo e os preferidos dos palácios árabes. Haverá ainda os famosos mármores de Carrara, da cidade italiana na região de Toscana, que atraem pela originalidade e beleza. Exportações Segundo dados do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas) no período de janeiro a novembro de 2010, as exportações do setor no Brasil somaram US$ 883,86 milhões (equivalentes a 2.065.241 toneladas de rochas) correspondendo a um crescimento 34,15% se comparado ao mesmo período de 2009. As exportações capixabas apresentaram uma variação positiva ainda maior: US$ 631,19 milhões, equivalente a 1.311.265 toneladas de rochas, um crescimento de 43,44% se comparado com o período de janeiro a novembro de 2009. O Espírito Santo é o grande exportador de manufaturados do Brasil, com participação de mais de 92%, tanto em valor quanto em volume exportado. Além de gerar mais empregos e melhores salários para os trabalhadores do setor de rochas ornamentais, os manufaturados possuem agregado ao valor o processo de transformação das rochas, atingindo um preço médio de US$800 (mais de R$ 1.300) a tonelada, quatro vezes maior que o valor do bloco. Referência mundial em mármore e granito, o Estado é líder na produção nacional de rochas, abriga mais de 90% dos investimentos do parque industrial do setor de rochas ornamentais, possuindo um parque amplamente desenvolvido, investimentos em pesquisas geológicas e tecnologias de extração e beneficiamento. O Espírito Santo responde por mais de 70% das exportações brasileiras. O Brasil é o 8º em exportação de blocos e o 5º maior exportador de rochas ornamentais acabadas, com um mercado que movimenta bilhões por ano, incluindo a comercialização no mercado interno e externo e as transações de máquinas, equipamentos, insumos e materiais de consumo e serviços. Saiba mais – Vitória Stone Fair 2011 – Data: 15 a 18 de fevereiro de 2011 – Local: Parque de Exposições de Carapina – Área expositiva: cerca de 400 expositores, em uma área de 32 mil metros quadrados, dos quais mais de 80 são internacionais
Untitled Document
© 2010 - SINAESP - Sindicato da Indústria de Abrasivos dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Paraná,
Santa Catarina e Pernambuco. Avenida Paulista, 1313 - 8º andar - Conj. 807 - Tel: 11 3283.2622 - CEP: 01311-200 São Paulo - SP